Para presidente do Nubank, diretora que divulgou Brasil Paralelo não violou norma do banco