Jerônimo Rodrigues reconhece redução do protagonismo do presidente e governador em eleição municipal mas cita crescimento junto com Geraldo ao tratar de queda na avaliação