Secretário de Cultura da Bahia destaca força e demonstra confiança na inclusão, pelo MEC, nos livros de história: “2 de Julho é uma celebração da história do povo baiano”